Caixa confirma reajuste nas prestações do Minha Casa, Minha Vida

minhacasa

A presidente da Caixa Econômica, Miriam Belchior, confirmou nesta quarta-feira (13) a intenção do governo de elevar as prestações mínimas do Minha Casa, Minha Vida para beneficiários da primeira faixa do programa, que ganham até R$ 1.800,00 por mês. A informação foi antecipada pela Folha de S.Paulo.

Segundo ela, o aumento é necessário, pois não há reajuste deste 2009.

Miriam defendeu que não haverá “penalização” dos beneficiários nem diminuição de subsídios. “O aumento da prestação está em linha com o aumento da renda e do valor dos imóveis”, afirmou.

JUROS MAIORES

Desde o dia 4 de janeiro, a Caixa está contratando imóveis para o Minha Casa, Minha Vida com os juros maiores anunciados no ano passado para o programa habitacional. Para famílias com renda a partir de R$ 2.350 (faixas 2 e 3 do programa), as taxas variam agora entre 6% e 8% ao ano.

Anteriormente, ficavam entre 5% e 7,16% ao ano.

O Ministério das Cidades informou que a fase 3 do programa ainda não foi lançada, mas que a Caixa tem autonomia para liberar financiamentos nessas duas faixas, que contam com recursos do FGTS, sem uso de dinheiro do governo.

Para o lançamento da fase 3 do programa, faltam definir as novas regras para uso dos recursos do

Orçamento, que bancam parte dos imóveis para famílias com renda inferior a R$ 2.350.

CAIXA SEGURIDADE

Questionada sobre a abertura de capital da Caixa Seguridade, processo que está suspenso, Miriam disse que a operação vai acontecer quando a situação do mercado “desanuviar”.

Segundo ela, a primeira janela possível, mas não provável, para a oferta inicial de ações do braço da Caixa no ramo de seguros e previdência será em abril.



WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com