Governo lança nova campanha de comunicação para controle do Aedes aegypti

red_MFE0687

Nesta terça-feira (24/10), o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), lançou, em Belo Horizonte, a nova campanha de comunicação para controle e enfrentamento do Aedes. Com o conceito “Com o Aedes não se brinca”, a campanha tem como objetivo mobilizar a população para as ações de prevenção e controle do vetor transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Em Minas Gerais, cerca de 90% dos criadouros do mosquito transmissor estão dentro dos domicílios. Por isso, além de levar informações sobre os principais meios de controle do Aedes, por meio da eliminação de água parada, a campanha tem como foco fazer com que a população adote hábitos constantes de prevenção. Entre as novidades trazidas pela nova campanha está o estímulo à atuação das crianças como mobilizadoras, engajando toda a comunidade em ações simples e constantes de eliminação dos focos do mosquito.

De acordo com o Subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde da SES-MG, Rodrigo Said, o Estado tem trabalhado em ações articuladas entre poder público e sociedade, reconhecendo o papel de protagonista que cada cidadão tem no controle do Aedes.

“Precisamos lembrar que nesse período que vai de outubro até maio do próximo ano, temos todas as condições ambientais, sociais e econômicas favoráveis para altas densidades do mosquito. Além da intensidade do vetor, temos a introdução de um novo vírus sem a proteção da população, que é o caso da Chikungunya. Por isso, preparamos uma mobilização grande para todo o estado para desenvolver ações específicas de mobilização junto com a população”, afirma.

O coordenador de Mobilização Social e Publicidade e Propaganda da SES-MG, Joney Fonseca, explicou o conceito da campanha, que incentivará a participação das crianças nas atividades de controle do mosquito.

“Sabemos que as crianças são mobilizadoras natas, porque além de assimilarem a informação, têm a capacidade de influenciar as pessoas que estão ao seu redor a agirem também. Além disso, é uma campanha em que trazemos a inclusão racial, social, de identidade de gênero e diferentes faixas etárias. Nosso maior objetivo é levar toda a população a adotar hábitos de prevenção por meio de estratégias de comunicação que estimulem a sociedade a agir”, explica.

Clique aqui e confira o material da nova campanha e a apresentação sobre a Situação epidemiológica das doenças transmitidas pelo Aedes e ações desenvolvidas pelo Estado.

A nova campanha será veiculada de 25 de outubro a 13 de novembro de 2017 em todo o estado, na TV aberta e em todas as emissoras de rádio AM e FM do estado. Além disso, a veiculação será feita por meio de outdoors, backbus, redes sociais da SES-MG, além da distribuição de material gráfico para o interior do estado. O site www.saude.mg.gov.br/aedes também está sendo relançado com informações sobre as doenças transmitidas pelo Aedes, controle, prevenção, dados e notícias.

Crédito: Divulgação/SES-MG

Ações de enfrentamento e controle do Aedes

Além da nova campanha de comunicação, a SES-MG apresentou nesta terça-feira as novas estratégias para controle e enfrentamento da dengue, zika e Chikungunya.

Entre os investimentos, está a aquisição de 60 novos veículos e equipamentos para U.B.V. no valor total de R$ 7.980.000,00; aquisição de 35 veículos destinados às Unidades Regionais de Saúde,Fundação Ezequiel Dias (Funed) e Laboratórios Macrorregionais no valor total de R$ 4.060.000,00; compra de 3.000 equipamentos costais e 1.300 equipamentos motorizados para dispersão de inseticidas no valor total de R$ 3.000.000,00; compra de 100 galões de nitrogênio para qualificar o monitoramento viral no valor total de R$ 300.000,00; aquisição de insumos, medicamentos e equipamentos para implantação de Unidades de Hidratação no valor total de R$ 350.000,00; primeira etapa da nova campanha de mobilização para controle do Aedes num investimento de R$ 2.500.000,00.

Também integram as ações o envio de materiais impressos para unidades de saúde (contendo protocolos assistenciais e diretrizes para a organização dos serviços); atualização do Plano Estadual de Contingência para 2017 e 2018; reativação dos 28 Comitês Regionais das Doenças Transmitidas pelo Aedes; retomada das reuniões do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika Vírus; implantação de armadinhas de ovos do mosquito Aedes aegypti, chamadas Ovitrampas.

Investimentos

Inicialmente, já foram investidos pela SES-MG R$ 18 milhões nas ações de mobilização, prevenção, assistência e controle. Mas para o período de 2017/2018, está previsto pela SES-MG o investimento total de R$ 89.581.290,00 em todas as atividades de enfrentamento do Aedes.

O recurso está divido da seguinte maneira: por meio do Programa Estadual de Vigilância e Controle de Doenças Transmitidas pelo Aedes serão investidos R$ 41.950.357,00. O programa tem como objetivo fortalecer a capacidade das Unidades Regionais de Saúde para apoio aos municípios na qualificação de ações de vigilância e controle das doenças transmitidas pelo Aedes, reduzindo o número de óbitos.

A outra parte do recurso, R$ 47.630.933,00, será destinada para ações de “Emergência em Saúde Pública”, que tem como objetivo estruturar, preparar e dar resposta às emergências visando a redução dos impactos na saúde pública. Total: R$ 89.581.290,00.

Seminário de enfrentamento das doenças transmitidas pelo Aedes

O lançamento da campanha aconteceu durante o seminário do Programa Estadual de Controle das Doenças Transmitidas pelo Aedes, que está reunindo cerca de 200 profissionais das Regionais de Saúde do estado, Fundação Ezequiel Dias (Funed), laboratórios macrorregionais e alguns municípios. Durante o evento, que acontece nos dias 24, 25 e 26 de outubro, estão sendo abordadas a situação epidemiológica da dengue, zika e Chikungunya em Minas Gerais, ações de controle desenvolvidas pelo estado, tratamento dos pacientes acometidos pela Chikungunya, entre outros pontos.

Clique aqui e confira a programação completa do seminário.